BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

O Uso De Carboidrases Na Nutricao Avicola Mitos E Realidades - - Cidade - Estado


Fonte: https://www.aviculturaindustrial.com.br/imprensa/o-uso-de-carboidrases-na-nutricao-avicola-mitos-e-realidades/20180710-131759-J903


Voltar

Grupo Gessulli Avicultura Industrial Suinocultura Industrial Biomassa & Bioenergia TV Gessulli Guia Gessulli AveSui Anuncie Assine Já Revista Digital Menu Menu Notícias Análise de Mercado Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal Avestruz Comentário Avícola Economia Empresas Equipamentos Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Marketing Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Outras Aves Ovos Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Recursos Humanos Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Variedades Agenda Álbum de Fotos Avecast PodCast Receitas Gessulli no Twitter Gessulli no Facebook Gessulli no Linked In Gessulli no Instagram Especiais Coberturas de Eventos Feira AveSui Pergunte ao Professor TV Gessulli Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Revista Edições Assine a Revista Revista Digital Anuncie Site Links do Setor Links de Relatórios Relatórios Estatísticas Material Técnico Anuncie Edições Anuncie Contato Assine Já 10-Jul-2018 13:10Geral, Insumos, Manejo, NutriçãoComentário AvícolaO uso de carboidrases na nutrição avícola: mitos e realidadesPor Alexandre Barbosa de Brito, médico veterinário, PhD em Nutrição AnimalDevido ao preço atual de commodities energéticas (milho, complexo óleo/gordura, entre outras), o uso de enzimas exógenas para melhorar o aproveitamento energético de ingredientes vem tomando uma participação de grande relevância. As carboidrases assumiram o papel de segundo grupo de enzimas de maior importância em nutrição de monogástricos, estando atrás apenas das fitases. Esta revisão aborda a questão prática de selecionar uma carboidrase servindo como dado de suporte aos leitores desta coluna. O uso comercial das carboidrases em dietas de aves começou no final dos anos 80 e início dos anos 90 por causa de sua capacidade de corrigir o problema de energia metabolizável aparente (EMA), associada a elevada liberação dos níveis de energia nas dietas que continham trigo. Desde então, centenas de estudos foram publicados explorando propriedades antinutricionais dos polissacarídeos não amiláceos (PNA) viscosos em certos grãos de cereais; porém, o uso de carboidrases que atuam no substrato chamado PNA insolúvel aumentou nos últimos anos e a maior parte deste crescimento vem do segmento de mercado que usa dietas não viscosas (dietas americanas a base de milho e farelo de soja). Uma grande variedade destas enzimas está disponível hoje para a indústria de alimentação animal, tal como o uso de monocomponentes enzimáticos, até mesmo pelo uso de produtos de mais de uma atividade (produtos chamados de "complexos multi-enzimáticos") que mostram, além da execução principal, diversas outras ações. Estas ações podem gerar aos consumidores uma possível confusão entre a melhor estratégia para o uso na avicultura de corte ou para a alimentação de poedeiras. Desta forma procurei neste mês trazer um resumo de uma excelente publicação (Aftab & Bedford, 2018) que tenta elucidar as diferenças entres estas táticas, visando contribuir com os nutricionistas na melhor opção para diferentes situações. O volume de PNA realmente é importante nas dietas sul-americanas. Em verdade, este fator antinutricional chega a representar o segundo maior componente de dieta de aves, estando abaixo apenas do teor de proteína bruta. É normal observarmos valores de 9 até 10% de PNA total nestes alimentos. Porém, a abundância relativa do substrato ou volume de substratos apresentados por uma dieta não pode ser visto como o único critério para a adequação de uma solução da enzima. Pode-se argumentar que carboidrases não devem ser consideradas como enzimas digestivas clássicas e que sua melhor resposta pode não estar na simples consideração da função da extensão da hidrólise do substrato, seja in vitro ou in vivo. Medidas baseadas em respostas multifatoriais, por exemplo, a morfologia do intestino, a digestibilidade de nutrientes e/ou energia, o desenvolvimento de flora intestinal ou perfis de fermentação são úteis para realizar uma compreensão mais ampla do fenômeno sobre como estas enzimas se interagem com seu substrato. Um ponto importante a ser considerado refere-se ao uso associado de complexos enzimáticos. Várias opções de carboidrases comerciais estão disponíveis no mercado. A maioria, se não todos, tem a xilanase como a atividade chave, o que nos leva a uma pergunta: Se a xilanase é uma "atividade necessária", a presença de outras atividades adicionais faz com que o produto final seja mais eficaz? Os "coquetéis" podem não ser o melhor caminho quando objetivamos a melhor ação no desempenho animal, como pode-se observar nas Tabelas 1 e 2, onde o efeito da xilanase foi eficiente para incrementar a digestibilidade de nutrientes, o que respalda o efeito energético desta enzima. Porém, não houve efeito sinérgico quando se adicionou um coquetel enzimático na sequência. . (Amerah et al., 2017) . (Stefanello et al., 2015)   A explicação para esta ocorrência foi destacada por Cowieson et al.,
... ++ Mais

TAGS:

Grupo Gessulli Avicultura Industrial Suinocultura Industrial Biomassa Bioenergia Gessulli Guia Gessulli AveSui Anuncie Assine Revista Digital Menu Menu Notícias Análise Mercado Cooperativas Agroindústrias Estar Animal Avestruz Comentário Avícola Economia Empresas Equipamentos Exportação Eventos Cursos Genética Geral Insumos Manejo Marketing Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Outras Aves Ovos Pesquisa Desenvolvimento Processamento Carne Recursos Humanos Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Variedades Agenda Álbum Fotos Avecast PodCast Receitas Gessulli Twitter Gessulli Facebook Gessulli Linked Gessulli Instagram Especiais Coberturas Eventos Feira AveSui Pergunte Professor Gessulli Todos Vídeos Gessulli YouTube Revista Edições Assine Revista Revista Digital Anuncie Site Links Setor Links Relatórios Relatórios Estatísticas Material Técnico Anuncie Edições Anuncie Contato Assine 10-Jul-2018 13:10Geral Insumos Manejo NutriçãoComentário AvícolaO carboidrases nutrição avícola: mitos realidadesPor Alexandre Barbosa Brito médico veterinário Nutrição AnimalDevido preço atual commodities energéticas (milho complexo óleo/gordura entre outras) enzimas exógenas para melhorar aproveitamento energético ingredientes tomando participação grande relevância. carboidrases assumiram papel segundo grupo enzimas maior importância nutrição monogástricos estando atrás apenas fitases. Esta revisão aborda questão prática selecionar carboidrase servindo como dado suporte leitores desta coluna. comercial carboidrases dietas aves começou final anos início anos causa capacidade corrigir problema energia metaboliz