BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Negociador Dos Eua Revela Os Motivos Da Volta Da Coreia Do Norte A Mesa De Negociacoes - - Cidade - Estado


Fonte: https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2018011310271289-negociador-eua-estrategia-coreia-do-norte/


Voltar

Esta página usa cookies para melhorar o funcionamento do site e sua interação com ele. Usando cookies, estamos colhendo e guardando temporariamente alguns dados pessoais. Você pode alterar as configurações de cookies no seu navegador. Mais informações: Política de privacidade Aceitar e fecharSputnik Brasilversões regionaisEntrarCadastrar-seSair02:37 17 Julho 2018 Copa do Mundo 2018CapaBrasilMundoRússiaSociedadeEconomiaDefesaAnáliseMultimídiaEuropaAméricasOriente Médio e ÁfricaÁsia e OceaniaCiência e tecnologiaCulturaEsportesMundo insólitoFotosVídeosInfográficosChargesOuvir RádioBuscaNegociador dos EUA revela os motivos da volta da Coreia do Norte à mesa de negociaçõesKCNAÁsia e Oceania17:02 13.01.2018URL curta23723A postura do líder norte-coreano Kim Jong-un em 2018, buscando uma reaproximação com a Coreia do Sul e demonstrando disposição para negociar fazem parte de uma estratégia maior, segundo um ex-negociador dos Estados Unidos para a Coreia do Norte.Segundo o ex-secretário de Estado dos EUA para o Leste da Ásia, Christopher Hill, Pyongyang busca neste ano um alívio nas sanções econômicas impostas ao longo do ano passado contra o país, em razão de testes balísticos e nucleares. © Sputnik / Ilia PitalevManda mais, EUA: Kim Jong-un diz que Coreia do Norte suportará até um século de sanções "A Coreia do Norte tem como objetivo começar a estabelecer as bases para suas expectativas de alívio de algumas sanções, sem abordar as questões nucleares", avaliou Hill, em entrevista ao jornal sul-coreano Korea Times. O indicativo norte-coreano de que estava aberto ao diálogo veio na mensagem de Ano Novo de Kim Jong-un, na qual ele afirmou que o país pretendia participar dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, que acontecem em fevereiro na Coreia do Sul. O ex-negociador dos EUA, que atuou como chefe da delegação dos EUA nas negociações nucleares entre os anos de 2005 e 2009, alertou que as intenções verdadeiras da Coreia do Norte não devem ser perdidas de vista, tanto por Seul quanto pela comunidade internacional. "Além disso, Pyongyang procura se apresentar como um vizinho responsável e amigável, mesmo quando desenvolve armas nucleares cujo objetivo é enfraquecer a Coreia do Sul e os EUA. Finalmente, [a Coreia do Norte] quer criar divisões na aliança entre Seul e Washington", avaliou. Hill destacou ainda que a Coreia do Sul deve manter a serenidade, procurando "ouvir com atenção, tentar manter o processo civil e levar as coisas um passo de cada vez". Todavia, o presidente sul-coreano deve ser firme pela desnuclearização da península, disse ele. © AP Photo / Zha Chunming/XinhuaRússia e China coordenarão esforços para mitigar a crise na península da Coreia "Ninguém deveria aceitar a Coreia do Norte como uma energia nuclear. Não trará estabilidade à região, nem abordará os próprios problemas dela. A Coreia do Norte não está buscando armas nucleares para fins defensivos", disse ele. O diplomata ainda defendeu a manutenção de boas relações entre Coreia do Sul e China em prol da dissuasão dos planos norte-coreanos, e destacou que Washington e Seul não podem ficar reféns de Pyongyang quanto aos exercícios militares conjuntos, adiados em razão dos Jogos. "É importante que ninguém tenha a impressão de que a Coreia do Norte pode definir o calendário e o alcance dos exercícios militares conjuntos, que são de natureza defensiva, fato que a Coreia do Norte sabe muito bem", concluiu. ...RedditBloggerGoogle+PinterestStumbleUponTelegramViber E-mail 723 Mais:Coreia do Norte estaria se preparando para outro teste nuclear? (FOTOS)'Exército de belezas' norte-coreano está pronto para invadir Coreia do SulCoreia do Norte teme uma guerra com os Estados Unidos, diz analista russoTags:exercícios conjuntos, testes balísticos, armas nucleares, programa nuclear, acordo de paz, diplomacia, Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, Moon Jae-in, Kim Jong-un, Donald Trump, Christopher Hill, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Estados UnidosAcompanharNão acompanharPadrões da comunidadeDiscussãoComentar no FacebookComentar na SputnikComentarPublicar comentário Obrigado! O seu comentário será avaliado pelo moderador em conformidade com as Regras Publicar maisTodos os comentáriosMostrar mais comentários (20)Mostrar comentários novos (0)ComentarResponderem resposta a(Mostrar comentárioEsconder comentário) | | Editar | removerGuardar Obrigado! O seu comentário será avaliado pelo moderador em conformidade com as Regras NotíciasÚltimas notíciasMais lidas01:38Monumento em homenagem ao último czar russo será inaugurado em Nova York00:57Enchente no norte da Nigéria causa estragos e mata pelo menos 44 pessoas16/07 23:03Trump diz que Rússia e EUA estão com vários 'posicionamento semelhantes'16/07 22:13Dificilmente os EUA vão deixar Afeganistão, diz comandante do Exército16/07 21:16Após críticas sobre reunião com Putin, Trump vai se encontrar com congressistas americanosTodas as notíciasLeopardos interferem na batalha entre águia e serpenteNASA mostra FOTO de misteriosas 'aranhas marcianas'Aviso a Pequim? EUA
... ++ Mais

TAGS:

Esta página cookies para melhorar funcionamento site interação ele. Usando cookies estamos colhendo guardando temporariamente alguns dados pessoais. Você pode alterar configurações cookies navegador. Mais informações: Política privacidade Aceitar fecharSputnik Brasilversões regionaisEntrarCadastrar-seSair02:37 Julho 2018 Copa Mundo 2018CapaBrasilMundoRússiaSociedadeEconomiaDefesaAnáliseMultimídiaEuropaAméricasOriente Médio ÁfricaÁsia OceaniaCiência tecnologiaCulturaEsportesMundo insólitoFotosVídeosInfográficosChargesOuvir RádioBuscaNegociador revela motivos volta Coreia Norte mesa negociaçõesKCNAÁsia Oceania17:02 13.01.2018URL curta23723A postura líder norte-coreano Jong-un 2018 buscando reaproximação Coreia demonstrando disposição para negociar fazem parte estratégia maior segundo ex-negociador Estados Unidos para Coreia Norte.Segundo ex-secretário Estado para Leste Ásia Christopher Hill Pyongyang busca neste alívio sanções econômicas impostas longo passado contra país razão testes balísticos nucleares. Sputnik Ilia PitalevManda mais EUA: Jong-un Coreia Norte suportará até século sanções Coreia Norte como objetivo começar estabelecer as bases para suas expectativas alívio algumas sanções abordar as questões nucleares" avaliou Hill entrevista jornal sul-coreano Korea Times. indicativo norte-coreano estava aberto diálogo veio mensagem Novo Jong-un qual afirmou país pretendia participar Jogos Olímpicos Inverno PyeongChang