BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Das Coreias A Guerra Fria Os Casos Em Que O Esporte Ajudou A Aliviar Ou Acirrar Tensoes Geopoliticas - - Cidade - Estado


Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2018/01/13/das-coreias-a-guerra-fria-os-casos-em-que-o-esporte-ajudou-a-aliviar---ou-acirrar---tensoes-geopoliticas.htm


Voltar

Assine 0800 703 3000 / SAC Bate-papo Notícias Esporte Entrete Estilo Famosos TV UOL BOL PagSeguro UOL Notícias Últimas Notícias Fotos Vídeos Infográficos Blogs e colunas Ciência e Saúde Economia Página principal Cotações Finanças Pessoais Empreendedorismo Empregos e Carreiras Imposto de Renda Líderes Inter Jornais Política Eleições 2018 UOL Confere Tecnologia Loterias + Canais Carros Educação Vestibular Previsão do Tempo Tabloide Das Coreias à Guerra Fria, os casos em que o esporte ajudou a aliviar - ou acirrar - tensões geopolíticas 13/01/201815h08 France Press Adolf Hitler durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936 A decisão, nesta semana, de a Coreia do Norte enviar uma delegação à Olimpíada de Inverno a ser realizada na Coreia do Sul foi celebrada como uma possível abertura ao diálogo entre os países rivais, em constante estado de enfrentamento e tecnicamente ainda em guerra.A expectativa é de que a participação de atletas, líderes de torcida, artistas, espectadores e representantes do Norte nos Jogos de Inverno do Sul dê abertura para conversas sobre como reunir famílias coreanas separadas desde a guerra (1950-53) e como frear o escalonamento militar bilateral.Não há indicativos de que Pyongyang pretenda rever seu programa nuclear, mas a aproximação por conta da Olimpíada é vista como um dos exemplos de diplomacia proporcionada pelo esporte. Embora dificilmente competições esportivas consigam, por si só, resolver impasses geopolíticos, elas podem servir como um modo neutro de influenciar relações internacionais ou de promover harmonia entre povos em tempos de guerras. O que aconteceu com os fuscas comprados por Maluf com dinheiro público para presentear os jogadores da Copa de 70 As cheerleaders que são parte da estratégia diplomática da Coreia do Norte Ao mesmo tempo, o esporte também tem o poder, em alguns casos, de acirrar rivalidades ou de servir como vitrine para resistência política.Veja, a seguir, cinco outros casos de diplomacia esportiva na história recente, bem como dois casos em que as competições esportivas serviram para marcar diferenças sociopolíticas:1- Diplomacia do pingue-pongueEm abril de 1971, no auge da Guerra Fria, um time de mesa-tenistas se tornou o primeiro grupo de americanos a visitar a China desde sua conversão ao comunismo, em 1949. Eles haviam sido convidados pelos chineses para uma turnê de dez dias de jogos. O país, à época, vivia em isolamento em relação ao resto do mundo. Seu então premiê, Chou En-lai, afirmou que a visita dos jogadores "inaugurou uma nova página nas relações entre nossos povos".A viagem reabriu o diálogo entre Washington e Pequim e pavimentou o caminho, no ano seguinte, para uma visita histórica do então presidente Richard Nixon à China, quando o americano se reuniu com Mao Tsé-Tung. A chamada "diplomacia do pingue-pongue" serviu, assim, para forjar laços diplomáticos até então rompidos e para abrir a China ao mundo exterior.Os dois países viriam a normalizar suas relações bilaterais em 1979, mas a rivalidade hoje voltou a crescer, nos governos de Donald Trump e Xi Jinping.2 - Esporte contra o apartheidEm 1960, o então premiê britânico, Harold Macmillan, fez um famoso discurso na África do Sul, citando os "ventos de mudança" que varriam o continente africano e insistindo ao governo do apartheid para "criar uma sociedade que respeite os direitos dos indivíduos".Foi a primeira vez que um líder internacional de alto escalão deu voz aos crescentes protestos globais contra o regime de segregação racial na África do Sul. Isso abriu espaço para uma série de boicotes ao país no âmbito esportivo internacional, culminando, em 1964, com o Comitê Olímpico Internacional anunciando que a África do Sul seria banida da Olimpíada de Tóquio daquele ano.As pressões levaram o governo sul-africano a incluir negros em suas equipes nacionais, medida vista como insuficiente pelos críticos. O Conselho Esportivo Sul-Africano chegou a lançar o slogan "Não há esporte normal em uma sociedade anormal".Sob fortes críticas internas e internacionais, o apartheid foi extinto em 1994.O ex-presidente do conselho esportivo, Joe Ebrahim, disse em entrevista posterior que o esporte "mostrou às pessoas que não podíamos viver uma vida quase dupla, no sentido de ter uma sociedade que negava direitos universais básicos mas praticava esportes como se tudo fosse normal".3- Coreias juntas na abertura das OlimpíadasAntes mesmo dos Jogos de Inverno sul-coreanos deste ano, competições olímpicas já haviam servido de balão de ensaio para aproximação entre as Coreias.Na Olimpíada de 2000 em Sydney, os atletas dos países desfilaram juntos na cerimônia de abertura, atrás de um cartaz que dizia apenas Coreia - ainda que tenham competido separadamente. O desfile foi bastante celebrado à época como um símbolo de que a reconciliação bilateral seria possível. Quatro anos depois, em Atenas-2004, a ação se repetiu.Mas, depois disso, os países voltaram a desfilar separadamente em Pequim, por exigência do Norte. 4 - Diplomacia do críqueteApós a independência do Reino Unido e a partilha do subcontinente indiano entre Índia e Paquistão, os dois países asiáticos desenvolveram forte rivalidade - tiveram ao menos três entraves militares ao longo de cinco décadas, sobretudo relacionados à região fronteiriça da Cashemira. As diferenças religiosas (o Paquistão é de maioria muçulmana; a Índia, de maioria hindu) também são pano de fundo das tensões.Em ocasiões distintas, o críquete - esporte popular em ambos países - foi usado como arma diplomática para ameniza
... ++ Mais

TAGS:

Assine 0800 3000 Bate-papo Notícias Esporte Entrete Estilo Famosos PagSeguro Notícias Últimas Notícias Fotos Vídeos Infográficos Blogs colunas Ciência Saúde Economia Página principal Cotações Finanças Pessoais Empreendedorismo Empregos Carreiras Imposto Renda Líderes Inter Jornais Política Eleições 2018 Confere Tecnologia Loterias Canais Carros Educação Vestibular Previsão Tempo Tabloide Coreias Guerra Fria casos esporte ajudou aliviar acirrar tensões geopolíticas 13/01/201815h08 France Press Adolf Hitler durante cerimônia abertura Jogos Olímpicos Berlim 1936 decisão nesta semana Coreia Norte enviar delegação Olimpíada Inverno realizada Coreia celebrada como possível abertura diálogo entre países rivais constante estado enfrentamento tecnicamente ainda guerra.A expectativa participação atletas líderes torcida artistas espectadores representantes Norte Jogos Inverno abertura para conversas sobre como reunir famílias coreanas separadas desde guerra (1950-53) como frear escalonamento militar bilateral.Não indicativos Pyongyang pretenda rever programa nuclear aproximação conta Olimpíada vista como exemplos diplomacia proporcionada pelo esporte. Embora dificilmente competições esportivas consigam resolver impasses geopolíticos elas podem servir como modo neutro influenciar relações internacionais promover harmonia entre povos tempos guerras. aconteceu fuscas comprados Maluf dinheiro público para presentear jogadores Copa cheerleaders