BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Onu Aprova As Mais Duras Sancoes Contra Coreia Do Norte - - Cidade - Estado


Fonte: https://oglobo.globo.com/mundo/onu-aprova-as-mais-duras-sancoes-contra-coreia-do-norte-21809855


Voltar

Home menu Home Rio Ancelmo.com Gente boa Carnaval Bairros Design Rio Eu-repórter Trânsito Brasil Lauro Jardim Elio Gaspari Merval Pereira Blog do Noblat José Casado Poder em jogo Mundo Adriana Carranca Economia Miriam Leitão Lauro Jardim Defesa do Consumidor Previdência e trabalho Indicadores Carros Sociedade Conte algo que não sei Educação História Religião Sexo Sustentabilidade Tecnologia Ciência Saúde Cultura Patrícia Kogut Rio Show Filmes Música Teatro e Dança Artes visuais Livros Ela Moda Beleza Gente Gastronomia Horóscopo Decoração Esportes Botafogo Flamengo Fluminense Vasco Panorama Esportivo Radicais Pulso TV Patrícia Kogut Viagem Mais + Opinião Blogs Vídeos Fotos Previsão do tempo Infográficos Eu-repórter Facebook Twitter Google+ MemoriaAcervoElaPatrícia KogutRio ShowExtraClassificadosClube Sou + Rio Mundo Compartilhar Recomendar Tweet GOOGLE+ Buscar Buscar no site do Globo Mundo Ir para a página Adriana Carranca Assuntos em Destaque Marinha argentina relata anomalia sonora no dia e região do sumiço do submarino Entenda como o Brasil ajuda nas buscas pelo submarino argentino Deputado ultraconservador dos EUA pede desculpas após 'nudes' vazarem Sem EUA, Putin e Rouhani se aliam a Erdogan sobre guerra na Síria Submarino argentino: como ocorrem as buscas e um possível resgate Mineiros chilenos trocam mensagens sobre submarino argentino sumido Tópicos Guerra na Síria Trump Brexit Cidadão Global Publicidade Em destaque Marinha argentina relata anomalia sonora no dia e região... Entenda como o Brasil ajuda nas buscas pelo submarino... Deputado ultraconservador dos EUA pede desculpas após... Sem EUA, Putin e Rouhani se aliam a Erdogan sobre guerra... Submarino argentino: como ocorrem as buscas e um possível... ONU aprova as mais duras sanções contra Coreia do Norte Pelo apoio de China e Rússia, EUA suavizaram demandas; medidas passaram por unanimidade por O Globo 11/09/2017 19:17 / Atualizado 12/09/2017 8:23 Sessão do Conselho de Segurança das Nações Unidas - Bebeto Matthews / AP Publicidade GENEBRA — O Conselho de Segurança da ONU aprovou nesta segunda-feira as mais duras sanções contra a Coreia do Norte, que passaram por unanimidade após os Estados Unidos suavizarem suas demandas iniciais para ganhar o apoio da China e da Rússia. A resolução proíbe as exportações têxteis e restringe o envio de derivados de petróleo para o país, num esforço para aumentar a pressão contra o regime norte-coreano e seu programa de mísseis nucleares e balísticos. Veja tambémPyongyang ameaça EUA com ‘o maior sofrimento e dor’Coreia do Norte evita cada vez mais as sanções, segundo a ONUAnálise: Trump pode ter que negociar com Coreia do NorteA resolução proíbe a Coreia do Norte de importar derivados de petróleo. Porém,apenas reduz as importações de petróleo bruto de Pyongyang ao nível dos últimos 12 meses, e limita a importação de produtos petrolíferos refinados para 2 milhões de barris por ano. As sanções também impedem todas as exportações de têxteis e proíbe todos os países de autorizar novas licenças de trabalho para trabalhadores norte-coreanos, duas fontes-chave de receita para o regime norte-coreano. A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, afirmou nesta segunda-feira que os Estados Unidos não procura por uma guerra com a Coreia do Norte, e que Pyongyang ainda não passou o ponto em que não é possível retornar: — Se a Coreia do Norte aceita parar seu programa nuclear, ela pode recuperar seu futuro. Se ela provar que pode viver em paz, o mundo vai viver em paz com ela — disse Haley no Conselho de Segurança da ONU, após a aprovação de novas sanções contra o país. — A resolução de hoje não aconteceria sem o forte relacionamento desenvolvido pelo presidente Donald Trump e o presidente chinês, Xi Jinping. A pressão de Washington aumentou desde que a Coreia do Norte levou a cabo seu sexto e maior teste nuclear. O treinamento, juntamente com uma série de lançamentos de mísseis, demonstrou que Pyongyang estava próximo de conseguir seu objetivo de desenvolver uma poderosa arma nuclear capaz de chegar aos EUA. O presidente americano, Donald Trump, havia pedido à China que tivesse mais atitude para controlar o país vizinho. A China, que é o maior parceiro comercial da Coreia do Norte, afirmou que espera que o país se abstenha de seguir desafiando o consenso internacional. Publicidade LEIA MAIS: Entenda o histórico de sanções da ONU contra a Coreia do NorteCoreia do Norte passou de ameaça regional para global, afirma ONUAnálise: A fórmula para frear Kim Jong-unAs Nações Unidas já adotaram sete séries de sanções à Coreia do Norte, progressivamente severas, principalmente um embargo de armas, bloqueio de ativos e proibição de importar carvão, desde que o regime norte-coreano executou seu primeiro teste nuclear, em 2006. As últimas medidas da ONU, em 5 de agosto de 2017, privaram Pyongyang de exportações de carvão, ferro, minério de ferro, chumbo e pescados. Na época,a China, destino de 90% das exportações norte-coreanas, prometeu respeitar as demandas. Os seis testes nucleares da Coreia do Norte8 de outubro de 2006O primeiro teste nuclear da Coreia do Norte provocou um terremoto de 4,3 graus de magnitude. De acordo com funcionários dos EUA, a arma usava plutônio e teria alcançado menos de um quiloton (unidade de energia liberada).24 de maio de 2009Menos de três anos depois, o país realizou um novo teste. Cientistas chineses calcularam que a bomba atingiu 2,35 quilotons, provocando um tremor de 4,7 graus.12 de fevereiro de 2013Há três anos, o país realizava seu tercei
... ++ Mais

TAGS:

Home menu Home Ancelmo.com Gente Carnaval Bairros Design Eu-repórter Trânsito Brasil Lauro Jardim Elio Gaspari Merval Pereira Blog Noblat José Casado Poder jogo Mundo Adriana Carranca Economia Miriam Leitão Lauro Jardim Defesa Consumidor Previdência trabalho Indicadores Carros Sociedade Conte algo não Educação História Religião Sexo Sustentabilidade Tecnologia Ciência Saúde Cultura Patrícia Kogut Show Filmes Música Teatro Dança Artes visuais Livros Moda Beleza Gente Gastronomia Horóscopo Decoração Esportes Botafogo Flamengo Fluminense Vasco Panorama Esportivo Radicais Pulso Patrícia Kogut Viagem Mais Opinião Blogs Vídeos Fotos Previsão tempo Infográficos Eu-repórter Facebook Twitter Google+ MemoriaAcervoElaPatrícia KogutRio ShowExtraClassificadosClube Mundo Compartilhar Recomendar Tweet GOOGLE+ Buscar Buscar site Globo Mundo para página Adriana Carranca Assuntos Destaque Marinha argentina relata anomalia sonora região sumiço submarino Entenda como Brasil ajuda buscas pelo submarino argentino Deputado ultraconservador pede desculpas após nudes vazarem Putin Rouhani aliam Erdogan sobre guerra Síria Submarino argentino: como ocorrem buscas possível resgate Mineiros chilenos trocam mensagens sobre submarino argentino sumido Tópicos Guerra Síria Trump Brexit Cidadão Global Publicidade destaque Marinha argentina relata anomalia sonora região... Entenda como Brasil ajuda buscas pelo submarino... Deputado ultraconservador pede desculpas após... Putin Rouhani aliam Erdogan sobre guerra... Submarino argentino: como ocorrem buscas