BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Numero De Naufragios De Pescadores Norte Coreanos Em Aguas Japonesas Aumenta - - Cidade - Estado


Fonte: http://tribunahoje.com/noticias/mundo/2017/12/06/numero-de-naufragios-de-pescadores-norte-coreanos-em-aguas-japonesas-aumenta/


Voltar

Edição Digital Leia nossa edição digital e seja um assinante do jornal Tribuna Independente Toggle navigation Início Notícias Entretenimento Cidades Política Polícia Esporte Brasil Interior Educação Mundo Economia Cooperativas Tecnologia Saúde Blogs TV WEB Últimas Notícias Mundo Cuba: seis dias após acidente, 67 das 111 vítimas foram identificadas Economia Automóveis que utilizam gás natural veicular terão desconto no IPVA Economia Procon Alagoas inicia fiscalização em postos de combustível em Alagoas Brasil Governo diz ter feito acordo para suspender paralisação por 15 dias Cidades Motoristas fecham Porto de Maceió contra alta no preço dos combustíveis Mundo 6 de dezembro de 2017 16:21 Número de naufrágios de pescadores norte-coreanos em águas japonesas aumenta Escassez de alimentos empurra pescadores cada vez mais longe mar adentro apesar de suas frágeis embarcações Ouvir ↑ Barco de madeira, que transportava oito homens que disseram ser pescadores norte-coreanos, é visto perto de Yurihonjo, em Akita, no Japão, em 24 de novembro (Foto: Kyodo / via Reuters) Número de naufrágios de pescadores norte-coreanos em águas japonesas aumenta Escassez de alimentos empurra pescadores cada vez mais longe mar adentro apesar de suas frágeis embarcações A escassez de alimentos empurra os pescadores norte-coreanos a pescar cada vez mais longe mar adentro apesar de suas frágeis embarcações, o que gera inúmeros naufrágios em frente à costa do Japão. Dezenas desses barcos de pesca de madeira, antigos e subequipados, naufragam ou ficam à deriva perto das ilhas do arquipélago japonês a cada ano. A Guarda Costeira japonesa registrou em novembro 28 casos, um recorde mensal desde que começou a recolher esses dados, em 2014. Em 2017, esse órgão socorreu 42 naufrágios, o que já constitui um recorde anual. Às vezes, as autoridades navais apenas descobrem corpos – 16 ao longo do ano – nesses barcos à deriva que os marinheiros japoneses chamam de “barcos fantasmas”. Os pescadores norte-coreanos “tentam desesperadamente cumprir com objetivos de pesca a cada ano mais volumosos”, explica à AFP Toshimitsu Shigemura, professor emérito da Universidade Waseda de Tóquio, especialista em Coreia do Norte. Direitos de pesca vendidos para China Desde sua chegada ao poder em 2013, Kim Jong-Un ordenou aumentar a produção nacional de pesca. Mas em 2016, a “Coreia do Norte vendeu para a China uma parte de seus direitos de pesca no Mar Amarelo para obter divisas estrangeiras”, privando-se de suas áreas de pesca ocidentais e, por fim, obrigando seus pescadores a irem para o Mar do Japão, destaca Pyon Jinil, jornalista e escritor de origem coreana. Como seus barcos são “antigos e não têm muito combustível”, muitas vezes acabam ficando à deriva até chegar ao Japão, acrescenta Yang Moo-Jin, professor da Universidade de Estudos Norte-coreanos de Seul. O fenômeno se amplificou devido à crise alimentar sofrida pelo país, consequência em parte do reforço das sanções internacionais consecutivas e dos testes nucleares e balísticos da Coreia do Norte, consideram os analistas. “O racionamento alimentar se intensificou e agora um cidadão norte-coreano recebe apenas 300 gramas de alimentos por dia”, afirma Pyon à AFP. Os norte-coreanos quiseram importar da China os alimentos de primeira necessidade, “mas não têm divisas suficientes” se
... ++ Mais

TAGS:

Edição Digital Leia nossa edição digital seja assinante jornal Tribuna Independente Toggle navigation Início Notícias Entretenimento Cidades Política Polícia Esporte Brasil Interior Educação Mundo Economia Cooperativas Tecnologia Saúde Blogs Últimas Notícias Mundo Cuba: seis dias após acidente