BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Coreia Do Sul E Japao Expressam Cautela Sobre Fim De Exercicios Militares - - Cidade - Estado


Fonte: https://oglobo.globo.com/mundo/coreia-do-sul-japao-expressam-cautela-sobre-fim-de-exercicios-militares-22773753


Voltar

Acessar Navegação Mundo Assine Buscar Buscar Acesse no Facebook Twitter Instagram Rio Brasil Mundo Economia Cultura Sociedade Tecnologia Ciência Saúde Educação Esportes Viagem Bairros Opinião Blogs TV Vídeos Fotos Infográficos Últimas Notícias Reage Rio Rio Gastronomia Barra Week 2018 Carros Defesa do Consumidor Gastronomia Investimentos Saber Viver Ciclos Empresariais Notícias CNC | Sesc | Senac Viva a Transformação Acesse no Facebook Twitter Instagram Receba nossas newsletters Cadastrar PUBLICIDADE Coreia do Sul e Japão expressam cautela sobre fim de exercícios militares Sul-coreanos dizem que medida pode ser necessária, já os japoneses a consideram essencial à região O Globo e Agências internacionais 13/06/2018 - 08:08 / 14/06/2018 - 07:18 Compartilhe por Facebook Twitter WhatsApp PUBLICIDADE O premier japonês, Shinzo Abe; os líderes de Coreia do Norte e EUA, Kim Jong-un e Donald Trump; o presidente sul-coreano, Moon Jae-in Foto: AFP/Reuters SEUL e TÓQUIO - Após a cúpula com o líder norte-coreno, Kim Jong-un, a decisão de Donald Trump de suspender os exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul pegou de surpresa aliados dos Estados Unidos na região, como o Japão e o próprio governo sul-coreano. Os dois países apresentaram um tom cauteloso quando a decisão de interromper os "jogos de guerra", como o próprio presidente americano classificou. Em nota divulgada nesta quarta-feira, a Coreia do Sul reconheceu que pode ser necessário parar com as operações para poder avançar com as negociações com a Coreia do Norte sobre a desnuclearização da Península Coreana. Diante de sua campanha pela reconciliação com o Norte — bandeira de sua plataforma na corrida presidencial que o elegeu em maio de 2017, Moon pode obter um apoio extra com a esperada vitória de seu partido nas eleições regionais na Coreia do Sul. O Partido Democrata está a caminho de conquistar as principais municipalidades, incluindo a Grande Seul, em uma votação que abrange 4 mil cargos para ocupar. LEIA MAIS: 'Não há mais ameaça nuclear da Coreia do Norte', diz Trump Kim vence Trump na batalha de relações públicas, dizem analistas Análise: Trump aposta em 'laço especial' com Kim para garantir acordo Receba as newsletters do Globo: Digite as letras da imagem: Trocar imagem Cadastrar Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções Já o ministro de Defesa do Japão, Itsunori Onodera, indicou que as manobras militares conjuntas e a presença de tropas americanas na Coreia do Sul são vitais para a segurança regional, sustentando que os EUA e os sul-coreanos devem ter isso em mente. — As manobras e a presença militar americana cumprem um papel vital na segurança do sudeste da Ásia — declarou Onodera à imprensa. — Não há mudança em nossa política, que consiste em pressionar a Coreia do Norte. O Japão tem adotado uma visão cética sobre a abertura diplomática da Coreia do Norte. O país tem uma série de questões mal resolvidas com o país, como o sequestro de cidadãos japoneses nos anos 1970 e 1980. O governo japonês já disse que espera medidas concretas no âmbito das armas nucleares e dos mísseis. A China disse que apoia a ação americana, acrescentando que isso mostra que a proposta de "suspensão dupla" da China é prática, disse o porta-voz do Ministério do Exterior, Geng Shuang, nesta quarta-feira. O governo chinês propôs que a Coreia do Norte suspensa testes nucleares enquanto EUA e Coreia do Sul interrompam exercícios militares. E AINDA: Encontro entre Kim e Trump produz apenas promessas vagas Elogios e alertas após a reunião em Cingapura PUBLICIDADE Após a cúpula, Trump chegou a indica que pedirá apoio econômico a China, Coreia do Sul e inclusive ao Japão para o regime norte-coreano. No entanto, o chefe da Gabinete japonês, Yoshihide Suga, disse nesta quarta-feira que o país só apoiará os custos iniciais da desnuclearização da Coreia do Norte após a retomada de inspeções da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). Compartilhe por Facebook Twitter WhatsApp Anterior UE adota fundo de defesa para cortar dependência dos EUA Próxima Disputa entre Itália e França devido a barco com imigrantes se acirra Especial Publicitário Foto: Divulgação Presidente eleito da CNC quer consolidar avanços CNC Especial Publicitário Foto: Divulgação/Repsol Repsol busca eficiência energética aliada à sustentabilidade Repsol Sinopec Mais de Mundo Ver mais Portal do AssinanteAgência O GloboFale conoscoExpedienteAnuncie conoscoTrabalhe conoscoPolítica de privacidadeTermos de uso © 1996 - 2018. Todos direitos reservados a Editora Globo S/A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. document.addEventListener('DOMContentLoaded', function (event) { var cssModal = ''; var htmlModal = ''+ ''+ ''+ ''+ ''+ ''+ 'O GLOBO gostaria de enviar notificações das principais notícias para você. '+ ''+ ''+ ''+ 'Ok'+ ''+ 'Não, obrigado'+ ''+ ''+ ''+ ''+ ''; if (document.getElementsByClassName('erro-container')[0]==undefined && getUrlCompleta().indexOf("token=") == "-1" && getUrlCompleta().indexOf("epoca.globo.com") == "-1" ){ if (window.isIE == undefined) { if (UtilInfoglobo.getCookie('modalTempInativo') === '' || UtilInfoglobo.ge
... ++ Mais

TAGS:

Acessar Navegação Mundo Assine Buscar Buscar Acesse Facebook Twitter Instagram Brasil Mundo Economia Cultura Sociedade Tecnologia Ciência Saúde Educação Esportes Viagem Bairros Opinião Blogs Vídeos Fotos Infográficos Últimas Notícias Reage Gastronomia Barra Week 2018 Carros Defesa Consumidor Gastronomia Investimentos Saber Viver Ciclos Empresariais Notícias Sesc Senac Viva Transformação Acesse Facebook Twitter Instagram Receba nossas newsletters Cadastrar PUBLICIDADE Coreia Japão expressam cautela sobre exercícios militares Sul-coreanos dizem medida pode necessária japoneses consideram essencial região Globo Agências internacionais 13/06/2018 08:08 14/06/2018 07:18 Compartilhe Facebook Twitter WhatsApp PUBLICIDADE premier japonês Shinzo Abe; líderes Coreia Norte Jong-un Donald Trump; presidente sul-coreano Moon Jae-in Foto: AFP/Reuters SEUL TÓQUIO Após cúpula líder norte-coreno Jong-un decisão Donald Trump suspender exercícios militares conjuntos Coreia pegou surpresa aliados Estados Unidos região como Japão próprio governo sul-coreano. dois países apresentaram cauteloso quando decisão interromper "jogos guerra" como próprio presidente americano classificou. nota divulgada nesta quarta-feira Coreia reconheceu pode necessário parar operações para poder avançar negociações Coreia Norte sobre desnuclearização