BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Contratacoes Pelo Fco No Centro Oeste Aumentam 91 - - Cidade - Estado


Fonte: http://jornaldiadia.com.br/2016/?p=361231


Voltar

24 de Maio de 2018 Últimos: Governo propõe acordo para suspender greve dos caminhoneiros por 15 dias Santos apenas empata, mas lidera na Libertadores Azambuja descarta reduzir ICMS para baixar preço dos combustíveis Sargento investigado na Máfia dos Cigarreiros que teve liberdade revogada ainda não foi preso Longen alerta que continuidade da greve de caminhoneiros para 100% das indústrias de MS Jornal Dia Dia Trabalhando por você Home Três Lagoas Política Artigos & Opiniões Atletismo e Esporte Polícia Violência Eventos e Acontecimentos Levantamentos e Pesquisas  Contratações pelo FCO no Centro-Oeste aumentam 91% 24 de novembro de 2017 Ray Santos O reaquecimento da economia nacional é evidenciado pelo aumento de 91% nas contratações de recursos pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), de janeiro a outubro deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo a coordenadora-geral de Fundos da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Luciana Barros, a retração do mercado em 2016 refletiu no desempenho do FCO. Até outubro daquele ano, foram contratados R$ 3,1 bilhões em todo o Centro-Oeste. No mesmo período de 2017, já foram R$ 5,9 bilhões. “Em 2016, sobraram R$ 3 bilhões no Fundo. Mas esse recurso passa para o ano seguinte, pois o FCO se retroalimenta, por isso tivemos 10 bilhões para 2017”, explicou. A expectativa do Banco do Brasil, um dos principais administradores do Fundo, é que o FCO libere R$ 7,5 bilhões até o fim deste ano. “Há muitas operações em análise. Em 2016, a previsão era R$ 6 bilhões. O que nos leva a crer que se tivéssemos o mesmo recurso neste ano não atenderia às demandas do mercado”, observa. De acordo com a coordenadora, a intenção é aumentar as operações pelo Fundo até dezembro. “Estamos simplificando as normas para atender as solicitações do setor produtivo. Mas também dependemos do mercado, dos investidores, eles é que precisam identificar o momento certo de investir”. DE ONDE VÊM OS RECURSOS DO FCO? Como o próprio nome diz, o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) foi previsto pela Constituição Federal. Os recursos do Fundo vêm do imposto de renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). De acordo com o determinado na Constituição, 3% do arrecadado com esses impostos deve ser destinado para os Fundos Constitucionais do Centro-Oeste, do Norte (FNO) e do Nordeste (FNE). Desse montante, 0,6% vêm para o Centro-Oeste, juntamente com os retornos anuais de financiamentos. Por se tratar de um Fundo governamental, o FCO tem prazos, taxas e carências mais atrativas do que os produtos do restante do mercado. Interessados em contratar financiamentos pelo Fundo devem procurar um dos agentes operadores na região. Informações: www.sudeco.gov.br > Atuação > Fundos > FCO Coordenação de Comunicação Social e Relações Institucionais Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste – SUDECO ← Apoio para às Bandas e Fanfarras do Estado de São Paulo Comper ajuda entidades a arrecadarem alimentos para natal de famílias carentes → Cotação do Dia Previsão do Tempo Previsão de Três Lagoas/MS oferecido por CPTEC/INPE Posts recentes Governo propõe acordo para suspender greve dos caminhoneiros por 15 dias Santos apenas empata, mas lidera na Libertadores Azambuja descarta reduzir ICMS para baixar preço dos combustíveis Sargento investigado na Máfia dos Cigarreiros que teve liberdade revogada ainda não foi preso Longen alerta que continuidade da greve de caminhoneiros para 100% das indústrias de MS Categorias – Destaque do Dia Dia – Mini Destaque Abalos Císmico e Terremotos Acidentes e Tragédias Ações Policiais e Investigações Agenda Cultural Agronegócio Apreensão e Fiscalização Artigos & Opiniões Astronomia e Astrologia Ataques Cibernéticos Atletismo e Esporte Atos Governamentais & Leis Automobilismo e Velocidade Blog do Ray Santos Brasil Celebridades e Gente Cidade e Região Ciência e Tecnologia Cinema Teatro e TV Classificados Clima e Meio Ambiente Combustíveis e Energia Comportamento e Curiosidades Concursos & Cursos Conflitos e Guerras Copa América e Libertadores Copa das Confederações Copa do Brasil e Brasileirão Copa do Mundo 2018 Copa Sudamericana Crise Hídrica e Desabastecimento Crise na Petrobras & Lava Jato Cultura e Educação Custo Brasil e Inflação Dicas Dia Dia Doenças e Epidemias Economia e Negócios Eleições 2016 Eliminatórias da Copa Emprego e Trabalho Enem/Fies/sisu/vestibulares Esporte Radical – UFC Estaduais de Futebol Estilo e Moda Eventos e Acontecimentos Exportação e Importação Funcionalismo & Servidores Futebol Mundial e Mercado da Bola Galeria de Imagens Geral Greves e Protestos Impeachment Indústria e Comercio Informativos e Notícias Internacional e Mundo Justiça e Ordem Lançamentos e Novidades Lazer e Sa
... ++ Mais

TAGS:

Maio 2018 Últimos: Governo propõe acordo para suspender greve caminhoneiros dias Santos apenas empata lidera Libertadores Azambuja descarta reduzir ICMS para baixar preço combustíveis Sargento investigado Máfia Cigarreiros teve liberdade revogada ainda não preso Longen alerta continuidade greve caminhoneiros para 100% indústrias Jornal Trabalhando você Home Três Lagoas Política Artigos Opiniões Atletismo Esporte Polícia Violência Eventos Acontecimentos Levantamentos Pesquisas  Contratações pelo Centro-Oeste aumentam novembro 2017 Santos reaquecimento economia nacional evidenciado pelo aumento contratações recursos pelo Fundo Constitucional Financiamento Centro-Oeste (FCO) janeiro outubro deste comparação mesmo período passado. Segundo coordenadora-geral Fundos Superintendência Desenvolvimento Centro-Oeste (Sudeco) Luciana Barros retração mercado 2016 refletiu desempenho FCO. Até outubro daquele foram contratados bilhões todo Centro-Oeste. mesmo período 2017 foram bilhões. “Em 2016 sobraram bilhões Fundo. esse recurso passa para seguinte pois retroalimenta isso tivemos bilhões para