BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Conheca O Serro Regiao De Minas Gerais Que Produz Os Queijos Mais Premiados Do Brasil - - Bom Fim Jaraguari - Minas Gerais


Fonte: https://oglobo.globo.com/ela/gastronomia/conheca-serro-regiao-de-minas-gerais-que-produz-os-queijos-mais-premiados-do-brasil-22056639


Voltar

Acessar Navegação Ela Assine Buscar Buscar Acesse no Facebook Twitter Instagram Rio Brasil Mundo Economia Cultura Sociedade Tecnologia Ciência Saúde Educação Esportes Viagem Bairros Opinião Blogs TV Vídeos Fotos Infográficos Últimas Notícias Reage Rio Rio Gastronomia Carros Defesa do Consumidor Gastronomia Investimentos Saber Viver Ciclos Empresariais Notícias CNC | Sesc | Senac Viva a Transformação Acesse no Facebook Twitter Instagram Receba nossas newsletters Cadastrar Gastronomia Publicidade Em destaque Psicólogo dá sete dicas para abandonar o vício Priyanka Chopra e Nick Jonas comemoram noivado na Índia Demi Moore e Bruce Willis se reúnem nos 30 anos de filha Neo mint, uma tendência de cor que invade a decoração Letícia Birkheuer posa sexy: 'Não vivo mais a ditadura da... Conheça o Serro, região de Minas Gerais que produz os queijos mais premiados do Brasil Cidade, na região da Serra do Espinhaço, é rica em igrejas, casas coloniais e ruas de pedra por Andrea D’Egmont, especial para O Globo* 16/11/2017 4:30 Jorge Brandão, produtor e criador do museu dos queijos - Ana Branco / Agência O Globo Publicidade Chegar ao Serro é uma espécie de viagem no tempo. A cidade, que faz parte da Estrada Real e do Caminho dos Diamantes, é uma joia do patrimônio histórico de Minas Gerais. Localizada na região da Serra do Espinhaço, é rica em igrejas, casas coloniais e ruas de pedra. No seu entorno, são muitas as fazendas e os cenários naturais. O clima, temperado de altitude, garante dias quentes e noites frias, além de uma agradável temperatura média de 17 graus. É nessa cidade que é produzido o queijo do Serro, um patrimônio alimentar brasileiro, feito de maneira artesanal por pequenos produtores. Uma sabedoria que conquistou chefs como Roberta Sudbrack, que durante o Rock in Rio, viu-se em meio a uma polêmica com a Vigilância Sanitária. Depois de ter confiscados e destruídos os ingredientes artesanais que usaria em seu quiosque no festival, ela cancelou sua participação no evento, mas não sem antes chamar a atenção para um problema que atinge os pequenos agricultores e produtores brasileiros: a dificuldade de produzir e vender em meio a uma legislação intensamente burocrática. Na época do festival, a Vigilância Sanitária argumentou que os queijos que a chef trouxera de Minas Gerais não possuíam o SIF, um selo de inspeção federal. — A voz da gastronomia é o pequeno produtor. É por meio desse saber, desse fazer, da manutenção desse modus operandi, que a história da nossa cultura gastronômica se expressa e se sustenta, aliada ao trabalho dos cozinheiros, que ajudam a ecoar essa voz do terroir brasileiro — afirma Roberta. Diferentes queijos produzidos na região do Serro - Ana Branco / Agência O Globo Além de Roberta Sudbrack, outros chefs renomados têm declarado seu apoio ao produto artesanal brasileiro. São nomes como Laurent Suaudeau, Felipe Bronze, Thomas Troisgros, Rodrigo Oliveira e Jefferson Rueda, além do presidente do Slow Food International, o italiano Carlo Petrini, e de seu vice, o brasileiro Georges Schnyder. De fato, nossos ingredientes têm feito bonito até em premiações internacionais. Em uma competição na França, concorrendo com 37 países, a Fazenda Pedra do Queijo, de Minas Gerais, ganhou as medalhas de bronze e de prata com os queijos do Serro, Gir e Kankrej. No comando da fazenda está Túlio Madureira, quinta geração de sua família a produzir queijo regional e o presidente da Associação de Produtores de Queijo Artesanal do Serro. Ele aprendeu o preparo do queijo com o pai e contou com a ajuda de pesquisadores para trabalhar a maturação: — Tomamos cuidado desde o pasto, porque a alimentação dos animais e o clima interferem no sabor. Os fungos do nosso terroir são os mesmos dos queijos franceses. Nossa microbiota (ecossistema) é riquíssima — diz Túlio. Publicidade O chef Rafa Costa e Silva, do premiado Lasai, usa os queijos produzidos por Túlio Madureira em seu restaurante. — O Kankrej é curado por 45 dias em ambiente natural. Talvez seja o melhor queijo brasileiro que eu já tenha provado. Ele é forte de sabor, cremoso e úmido por dentro, com casca maturada, ligeiramente amarelada, resistente e levemente picante. Teresa Corção, d’O Navegador, é só elogios: — Surpreende por seu sabor intenso e sutil, diferente de outros queijos. O produtor Jorge Brandão Simões, também da região do Serro, costuma dizer que trabalha com queijos desde antes de nascer. Túlio Madureira e Bento José, da Fazenda Pedra do Queijo, cujos queijos foram premiados na França - Ana Branco / Agência O Globo — Já batia massa quando estava no ventre de minha mãe — brinca ele, que construiu um minimuseu para resguardar as tradições da produção de queijo. — Fazemos tudo na madeira. Quando ela é substituída pelo inox, o queijo fica ácido e perde as suas características. Conseguimos o registro da imaterialidade do queijo como patrimônio nacional, os burocratas precisam tratá-lo com respeito e carinho. A chef Roberta Sudbrack faz coro com Jorge: Publicidade — Os queijos brasileiros, assim como os embutidos e todo esse trabalho artesanal, precisam ser valorizados, mas acima de tudo respeitados. As leis arcaicas precisam de revisão para que esse patrimônio cultural imaterial não morra sufocado. A produção artesanal precisa conquistar o direito de circular, mostrar sua cara e o seu valor para todos. Quem sabe assim, no futuro, além
... ++ Mais

TAGS:

Acessar Navegação Assine Buscar Buscar Acesse Facebook Twitter Instagram Brasil Mundo Economia Cultura Sociedade Tecnologia Ciência Saúde Educação Esportes Viagem Bairros Opinião Blogs Vídeos Fotos Infográficos Últimas Notícias Reage Gastronomia Carros Defesa Consumidor Gastronomia Investimentos Saber Viver Ciclos Empresariais Notícias Sesc Senac Viva Transformação Acesse Facebook Twitter Instagram Receba nossas newsletters Cadastrar Gastronomia Publicidade destaque Psicólogo sete dicas para abandonar vício Priyanka Chopra Nick Jonas comemoram noivado Índia Demi Moore Bruce Willis reúnem anos filha mint tendência invade decoração Letícia Birkheuer posa sexy: Não vivo mais ditadura da... Conheça Serro região Minas Gerais produz queijos mais premiados Brasil Cidade região Serra Espinhaço rica igrejas casas coloniais ruas pedra Andrea D’Egmont especial para Globo* 16/11/2017 4:30 Jorge Brandão produtor criador museu queijos Branco Agência Globo Publicidade Chegar Serro espécie viagem tempo. cidade parte Estrada Real Caminho Diamantes joia patrimônio histórico Minas Gerais. Localizada região Serra Espinhaço rica igrejas casas coloniais ruas pedra. entorno são muitas fazendas cenários naturais. clima temperado altitude garante dias quentes noites frias além agradá