BAIRROS

Qual seu Bairro? Estado: Cidade:

CONHEÇA O GOOGLE SUÍTE - GSUITE, UM NOVO MUNDO PARA SUA EMPRESA - CLIQUE AQUI!

Brasil Tem Instituicoes Fortes E Nao Ha Risco A Democracia Diz Moro Em Ny - - Cidade - Estado


Fonte: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018/05/16/brasil-tem-instituicoes-fortes-e-nao-ha-risco-a-democracia-diz-moro-em-ny/


Voltar

Jornal do BrasilDomingo, 27 de Maio de 2018 Fundado em 1891Capa Notícias País 1968 - Brasil Artigo Editorial RioEconomia Balcão de Emprego » Informe CNC Negócios e Marketing Internacional 1968 - Mundo Esportes Copa da Rússia Ciência e TecnologiaCulturaColunistas Coisas da Política - Tereza Cruvinel Futebol & Cia. - Renato Mauricio Prado Hildegard Angel - Informe JB - Jan Theophilo Mirante do Rio - Eduarda La Rocque O Outro Lado da Moeda - Renê Garcia Jr. Tom Leão - Fotos e VídeosJBlogs País 16/05 às 12h21 - Atualizada em 16/05 às 14h31Brasil tem instituições fortes e não há risco à democracia, diz Moro em NYJornal do Brasil Tamanho do Texto:+A-AImprimirPublicidadeO juiz federal Sérgio Moro afirmou que não existe risco à democracia no Brasil, pois as instituições estão fortes. Ele destacou que é natural haver incertezas em um ano eleitoral. "As instituições estão operando, e políticos foram responsabilizados por crimes cometidos", destacou. O magistrado ressaltou que empresários no Brasil também buscaram o ganho fácil com operações envolvendo corrupção.Moro fez algumas brincadeiras no início de sua palestra promovida em Nova York pelo Grupo Lide, empresa fundada pelo pré-candidato ao governo de São Paulo e ex-prefeito da capital João Doria (PSDB). "Eu tinha dúvidas hoje se usaria uma gravata vermelha ou azul. A vermelha poderia representar o partido republicano (nos EUA) ou o Partido dos Trabalhadores. A azul poderia ser PSDB ou o partido democrata americano", comentou. Ele optou pela vermelha, que é a cor do logotipo do Lide."As instituições estão operando, e políticos foram responsabilizados por crimes cometidos", destacou o magistradoMoro fez palestra promovida em Nova York pelo Grupo Lide, empresa fundada por João DoriaO juiz destacou que, pelo fato de ter de trabalhar com a Operação Lava Jato para analisar casos de corrupção da Petrobras, aprendeu muito sobre o setor de petróleo e energia. "Se um dia sair da magistratura, eu posso tentar atuar nesta área. CorrupçãoO juiz ainda defendeu uma política de governo específica para atacar a corrupção no Brasil. Segundo ele, até o momento, o combate aos corruptos e corruptores partiu de policiais e juízes. Neste contexto, o juiz do Paraná fez elogios ao Supremo Tribunal Federal. "O STF tomou decisões importantes para a melhora do quadro institucional no País", disse.Moro lembrou que, com a Operação Lava Jato, ocorreram 157 condenações de pessoas que cometeram crimes de corrupção ou lavagem de dinheiro. As punições foram direcionadas a executivos de empresas e também a políticos do PT, PTB e PMDB."Há um quadro de mudança sobre o combate da corrupção, que deve ser permanente. O setor privado tem grande responsabilidade em relação ao combate à corrupção", destacou. Ele apontou que a corrupção como problema estrutural afasta investidores, inclusive estrangeiros, que não querem participar de um "ambiente viciado" nem de concorrências cujo quadro não é claro.Moro apontou que a corrupção não escolhe cores partidárias e aproveita para atuar onde há incentivos e oportunidades. "Há pessoas com falta de confiança na democracia, mas não pode haver resposta autoritária", destacou. "Temos de fortalecer a democracia e é impossível isso com corrupção e impunidade."O juiz federal disse que entende que há um quadro de mudança sobre o combate à corrupção no Brasil, algo que deve ser constante. "Digo que o que as construtoras fizeram foi vergonhoso, mas passaram a corrigir seus problemas", apontou Moro. >> Moro: STF limitou alcance de foro privilegiado e bola agora está com Congresso>> Nos Estados Unidos, Moro recebe t
... ++ Mais

TAGS:

Jornal BrasilDomingo Maio 2018 Fundado 1891Capa Notícias País 1968 Brasil Artigo Editorial RioEconomia Balcão Emprego Informe Negócios Marketing Internacional 1968 Mundo Esportes Copa Rússia Ciência TecnologiaCulturaColunistas Coisas Política Tereza Cruvinel Futebol Cia. Renato Mauricio Prado Hildegard Angel